Atitudes suas que podem destruir seu filho e prejudicar gerações futuras

Uma lista de atitudes que podem comprometer o futuro

Atitudes suas que podem destruir seu filho e prejudicar gerações futuras

 

  • Mostrar a seu filho que ele está em primeiro lugar em sua vida - não Deus, não você mesmo, não seu cônjuge (“Novo mandamento vos dou: amar a Deus sobre todas as coisas.” João 13:34).
  • Acatar o desrespeito e não estabelecer alguma consequência e o entendimento claro de quem é a autoridade (“Os olhos de quem zomba do pai ou de quem despreza a obediência à sua mãe, corvos no ribeiro os arrancarão e pela águia serão comidos”. Provérbios 30:17).
  • Deixar que seu filho saia das situações sem pedir perdão ou restituir o prejuízo que causou. (“A ninguém fiqueis devendo coisa alguma. Pois quem ama ao próximo tem cumprido a lei.” Romanos 13:8).
  • Tirar a razão de seu cônjuge diante de seu filho. (“O homem se unirá à sua mulher e se tornarão os dois uma só carne.” Efésios 5:31).
  • Deixar de ter momentos de atenção com seu cônjuge, deixar de sair, deixar de dar atenção ao seu relacionamento (“Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.” Mateus 19:6).
  • Deixar que seu filho entenda que já é adulto o bastante quando ainda não é.  (“Ensina a criança no caminho em que deve andar e, ainda quando for velha não se desviará dele.” Provérbios 22:6).
  • Ser mãe ou pai sisudo, fechado. Negar seus erros do passado. Dizer a eles que com você nunca foi assim, pois quem admite seus erros e reconhece a misericórdia de Deus está ensinando humildade e amando ao próximo. (“As pessoas aprendem umas com as outras, assim como o ferro afia o próprio ferro.” Provérbios 27:17).
  • Dar razão a seu filho apenas para não feri-lo e não oferecer consequências coerentes com seus erros por medo de perder sua afeição. (“... considerai ós outros superiores a si mesmos. Fazer a defesa cega de seu filho, sem mesmo avaliar o contexto.” Filipenses 2:3).
  • Permitir que seu filho tenha sempre supremacia sobre as pessoas mais velhas ("Levantem-se na presença dos idosos, honrem os anciãos, temam o seu Deus. Eu sou o Senhor." Levítico 19:32).
  • Diminuir com palavras ou atitudes as outras pessoas  (“Sendo o caminho dos homens agradável a Deus, Este o reconcilia com todos.” Provérbios 16:7).
  • Superproteger o filho, fazendo tudo para ele, resolvendo suas questões e impedindo que ele se responsabilize (“Tende por motivo de alegria passardes por várias provações, sabendo que a provação produz perseverança.” Tiago 1: 2-3).
  • Burlar regras e leis. (“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores.” Romanos 13:1).
  • Deixar que seu filho, mesmo sendo menor, veja o que quiser na televisão e entre na internet indiscriminadamente (“...essa gente cria todas as coisas vergonhosas que você viu e ainda não fica satisfeita.” Ezequiel 8:17).
  • Deixar que seu filho decida que hora chegar e não solicitar informações detalhadas sobre suas escolhas e amizades. (“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor. Pais, criai vossos filhos na disciplina e aconselhamento.” Efésios. 6: 1-2).
  • Confiar cegamente em seu filho, depositando sobre ele o peso de ser perfeito, quando sabe que, sendo jovem, pode também ser influenciado por outros (“Como dizem as escrituras.... se desviaram do caminho certo.” Romanos 3:10).
  • Não ter conversas francas usando palavras francas (“A resposta sincera é sinal de amizade verdadeira.” Provérbios 24:26).
  • Não olhar nos olhos e não construir uma ponte com o coração de seu filho (“Mas Jesus, antes de falar à multidão, olhou para Pedro e perguntou: Simão, o que você acha?” Mateus 17:25).
  • Dar a ele sempre um leque de escolhas, como numa loja. Adquirir contas a mais para satisfazê-lo. Oferecer vida de príncipe, sem que ele recolha o que sujou, refaça o que desfez, cuide de tudo o que lhe pertence, trabalhe duro para obter o que deseja (“Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia. A tais pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranquilamente e comam o seu próprio pão.” 2 Tessalonicenses 3:11-12).
  • Seduzir  com promessas. Barganhar. Subornar. (“...a boca dos insensatos derrama estultícia.” Provérbios 15:2).
  • Fingir situação financeira ou emocional excelente (“Pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência.” 1 Timóteo 1:4).
  • Permitir só um pouquinho o inadmissível (“Antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato.” Romanos 1:21).
  • Não oferecer saída honrosa ou corrigir seu filho diante dos outros (“Seus atos são cheios de  injustiça e malícia...” Romanos 1:29).
  • Fazer piadas que diminuem, insinuações, dar indiretas, fustigar a ira. (“Pais, não irriteis vossos filhos.” Colossenses 3:21).
  • Cobrar atitudes que não tem (“... como podeis falar de coisas boas, sendo maus?” Mateus 12:34).
  • Desejar que seu filho realize sonhos que são seus. As escolhas de Seu filho serão sondadas por Deus. (“Os homens podem fazer seus planos, mas ao Senhor pertence a última palavra.” Provérbios 16:1).
  • Fazer propinas para conseguir que o filho estude, se comporte, coma. Trocar atitudes por bens (“Visto que não se executa logo a sentença sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens  está completamente disposto a praticar o mal.” Eclesiastes 8:11).
  • Adotar posturas obtusas quanto à época de seu filho; embora vivamos tempos mais impiedosos, mesmo hoje há boas músicas, pessoas, livros, roupas, atitudes e lugares (“Não  sejam  altercadores, mas cordatos, dando prova de toda a cortesia.” Tito 3:2).
  • Permitir que seu filho se afaste de Deus e da comunidade de fé. Mesmo sendo bom pai ou mãe, você não é onisciente, onipresente ou onipotente. Não poderá socorrê-lo e acompanha-lo sempre, mas Deus, sim. (“Será que sou forte como uma pedra ou como bronze? Não sou capaz de ajudar a mim mesmo.” Jó: 6:12).

 

 

Veja também


Outra Forma de Abraço
Todos os dias Deus nos chama a tocar a alma alguém

 

Canteiro de Ervas
Em uma bela manhã de sol, tivemos uma ideia que viria perfumar dias inteiros

 

Cantinho do chá
Seu próprio refúgio pode estar ao alcance do olhar. Basta ter imaginação!

 

Casa em ordem: adote um cronograma de tarefas domésticas
Há quase quinze anos fomos abençoados com a presença de uma mulher que nos ajuda em casa.