Um chamado para reconciliar pessoas

O Natal em nossa casa se tornou um evento esplêndido.

 

Desde o mês de novembro começamos a preparar um convite virtual que anuncia não somente a montagem da decoração, mas uma programação maravilhosa que foi sendo melhorada com o passar do tempo. 

Na noite de Natal vêm para a nossa casa, familiares, amigos e conhecidos que ficariam solitários em seus lares se não fosse por esse convite.

A programação inclui recepção, acender das luzes, cantata com instrumentos clássicos, troca de lembranças e cumprimentos, ceia e brincadeiras...

leia mais...

 

Oração: uma conexão profunda

Eu quis uma poltrona em um cantinho claro, onde pudesse me sentar todos os dias e chorar.

 

Quando passo um tempo com Deus - quero dizer que separo momentos diários e intencionais para conversar com Ele -  eu falo todos os pensamentos nobres ou tolos que vêm à minha mente e também choro até esvaziar meu coração.

Minhas lágrimas nunca significaram infelicidade, mas justamente o alívio de compartilhar tudo com Deus, essa Pessoa linda, gentilmente à minha espera.

Me sinto um fragmento de suas inspirações mais incríveis e cada janela aberta, cada tópico na minha agenda tem que...

leia mais...

 

Um estojo de orações

A palavra francesa "nécessaire" é usada para dar nome a esses estojos com zíper que servem para guardar tantas coisas...

 

É uma palavra que tem duplo significado para mim por causa de uma escolha que fiz: há alguns anos ganhei de uma amiga um estojo, costurado a mão. Foi feito com dois tipos de tecido. Por fora tem trepadeiras de rosas e listras em tom de coral e por dentro pequenas bolinhas brancas sobre a mesma cor coral. É tão bonito e delicado que decidi que seria meu estojo de orações. 

Dentro desse estojo, há uma caderneta de orações, onde são anotados os pedidos e motivos de gratidão; alguns lápis de cera...

leia mais...

 

O lugar de orações da família

Assisti dois filmes que mudaram a minha vida de forma encantadora. Ambos são dirigidos por Alex Kendrick e quero indicá-los a você.

 

O primeiro deles se chama Os Corajosos. A história relata alegrias e perdas e leva cada personagem a uma resolução que, emoldurada, os intitula sacerdotes de suas casas e famílias. Um dos ministérios de nossa igreja decidiu transformar a experiência do filme em realidade dentro de nossas casas. Hoje temos nossa decisão de cuidar espiritualmente de nossas famílias em uma moldura na parede.

O segundo filme se chama O Quarto de Guerra e conta a história de uma senhora que fez para si um recanto de orações. Depois de...

leia mais...